A baunilha

Nem todos sabem mas a fava de baunilha, de onde é extraída a essência tão admirada no mundo todo, é o fruto (ovário) cheio de sementes de algumas espécies de Vanilla, um gênero de orquídeas original da América Central e do Sul.

Os Astecas já utilizavam seus frutos para aromatizar uma bebida espessa à base de cacau, destinada aos nobres e guerreiros, chamada de xocoatl. Durante a conquista do México, Hernán Cortez visitou a corte do imperador azteca Montezuma e relatou que o imperador tomava esta bebida antes de visitar suas mulheres por ter poderes afrodisíacos.

Para conseguir esta fava é necessário polinizar a flor desta planta e assim que ela é fecundada, o ovário começa a se desenvolver formando esta espécie de vagem cheia de sementes que depois de ser tratada é utilizada no preparo de comidas e bebidas.

O nome deste gênero é uma latinização do espanhol “vainilla” que é o diminutivo de “vaina”, vagem.