A orquídea azul

Durante a evolução genética tão admirada nas orquídeas, alguns raros cruzamentos feitos aleatoriamente por insetos (ou outro agente polinizador) resultaram em variações de cores das flores dentro de uma mesma espécie, de maneira semelhante à que ocorre com os olhos dos humanos.

A coloração mais comum (dominante) dos nossos olhos é a castanha (e suas diferentes tonalidades). A coloração mais comum das flores de uma espécie de orquídea é chamada de variedade “tipo”.

Existem também as pessoas com olhos verdes ou azuis, que são mais difíceis de se encontrar. Estes casos podem ser comparados às variedades “alba” e “semi-alba”, que são mais raras na natureza. (fotos na galeria)

Uma combinação recessiva, portanto bem rara, dos três pares de gens responsáveis pela coloração das flores dá origem à mítica e incrível coloração azulada nas flores das orquídeas, que é a variedade chamada de “caerulea”, derivado do latim caelum, céu.

Nas fotos abaixo as variedades da Cattleya walkeriana, original do cerrado de MG e GO.